Pão de queijo cheio de história

Hmmm… pão de queijo. Quem não ama? Com calabresa, de chedder, com bacon ou simplesmente o tradicional, o pão de queijo é quitute tipicamente brasileiro, tendo suas origens no estado de Minas Gerais. Rezam muitas lendas a respeito de como tudo começou. Uns dizem que ele surgiu na simples combinação de povilho azedo e queijo como aperitivo pros encontros para “jogar conversa fora”, nas casas de roças lá de Minas. Outros dizem que a iguaria vem lá do século XVIII, feito pelas cozinheiras das grandes fazendas mineiras. Nessa opção, a história se diz assim: em sua primeira forma, o pão de queijo era como um biscoito, feito de povilho azedo, leite e ovo. Os senhores das fazendas estavam acostumados a comer todos os dias o salgado. Até que em algum momento, um fazendeiro pediu para que a receita fosse melhorada. A cozinheira então, acrescentou gordura de porco. Se sentiu frustrada porque o biscoito só ficou mais macio. E de fato, o sabor não tinha mudado.


Então, em sua segunda tentativa, ela acrescentou sobras de queijo. Mas ao ver o resultado pensou que novamente tinha falhado. Enquanto saiu para buscar mais ovos e tentar uma vez mais a melhoria do biscoito, o fazendeiro chegou na cozinha e experimentou os biscoitos de queijo e o resto já é história. Os pãeszinhos começaram a fazer parte do cotidiano do povo mineiro e em 1960 se popularizou no Brasil inteiro. E anos mais tarde, também alcançou as mesas de outros países.


Pois agora que vocês já conhecem uma das lendas que tentam dizer da onde surgiu o pão de queijo, qual é o seu pão de queijo favorito? Tem alguma combinação mirabolante e deliciosa? Diz aí.

NÃO ESQUEÇAM: a receita de pão de queijo já foi gravada. Logo mais o post surge aí (: